Todo Amor Que Houver Nesta Vida Belo Horizonte-MG

Enquanto houver vida há esperança. A História de Marisa e Décio.

Décio meu amor,

cada canto dessa casa tem um pouco de você e do que fomos nós,

uns mais que os outros...

As nossas conversas intermináveis deitados à rede,

A cadeira de balanço,

O Flamboyant, nós dois e os Pôneis,

A companhia da cadela Bianca,

Seu lugar predileto: a Oficina,

Nosso ideal de vida, boa parte alcançado,

Os sonhos inacabados,

As alegrias com nossos filhos,

O Amor incondicional, entre nós,

Os desafios encarados com naturalidade,

A superação de cada etapa,

Sua inrreverência, força e alegria apesar das dolorosas circunstâncias do câncer de próstata,

Cruel doença que o levou de mim, daqui, dos (quatro filhos).

Foram 7 anos de luta, na tentativa de permanecer nessa vida linda, que tínhamos e que a todos contagiava.

Ficou seu legado de amor ao próximo, força, disposição, arte e alegria de viver.

A Saudade

O vazio

Os para quês e os porquês

Estanco a dor de não ter você e sigo com o que me disse antes de morrer

“Refaça a sua vida”

E sinto a paz de te ouvir e te deixar viver.

Onde quer que esteja

Refaça sua vida, meu amor, eterno AMOR.


MGL

todo amor, todo amor que houver nesta vida, amor, fotografia, gustavo dragunskis, historia de marisa e decio, cancer, prostata, cancer prostata, saudade, esperança
todo amor, todo amor que houver nesta vida, amor, fotografia, gustavo dragunskis, historia de marisa e decio, cancer, prostata, cancer prostata, saudade, esperança
todo amor, todo amor que houver nesta vida, amor, fotografia, gustavo dragunskis, historia de marisa e decio, cancer, prostata, cancer prostata, saudade, esperança
todo amor, todo amor que houver nesta vida, amor, fotografia, gustavo dragunskis, historia de marisa e decio, cancer, prostata, cancer prostata, saudade, esperança
todo amor, todo amor que houver nesta vida, amor, fotografia, gustavo dragunskis, historia de marisa e decio, cancer, prostata, cancer prostata, saudade, esperança